Confira os destaques do 28° Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos

Na semana passada, o Mais Saúde Crédito marcou presença no 28° Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, em Brasília (DF).

O evento é organizado pela CMB (Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos) e tem como objetivo reunir líderes do setor com empresas fornecedoras de equipamentos e serviços, para viabilização de negócios, celebração de parcerias e trocas de experiências.

O encontro também funciona como uma oportunidade de reunir forças políticas do setor e fazer coro a demandas históricas dos hospitais filantrópicos, tais como o reajuste da tabela de preços do SUS e o acesso a linhas de financiamento diferenciadas, por parte desses prestadores. Nesse ano, especialmente, a CMB também convidou alguns presidenciáveis para apresentarem suas propostas para a área de saúde ao longo do evento.

Por fim, no segundo dia de evento, os congressistas fomos recebidos no Palácio do Planalto para cerimônia de anúncio de medida provisória que abre linha de crédito de R$ 4 bilhões, com recursos do FGTS, para refinanciamento de dívidas de hospitais filantrópicos.

Dentre as palestras, destaque para os seguintes temas:

  • Tecnologia Aplicada à Gestão Hospitalar

Eduardo Santocchi, coordenador de planejamento do Hospital das Clínicas, e Rogério Medeiros, diretor da MR Consultoria, discutiram a aplicação da tecnologia na melhoria dos processos no interior de hospitais, apresentando diversos cases de sucesso nesse sentido. Segundo eles, o setor já conta com diversas ferramentas voltadas a garantir a otimização no giro dos leitos, a redução nos tempos de internação e a melhoria da rentabilidade dos hospitais.

  • Novos Modelos de Remuneração e de Organização da Informação

Fabrício Campolina, diretor na Johnson & Johnson Brasil, chamou atenção para o fato de o setor de saúde no país já responder por 9,5% do PIB, sendo que, com o envelhecimento da população, se nada for feito, esse número poderá chegar a 27% em 30 anos.

Já Michael Diana, coordenador geral de Sistemas de Informação do Ministério da Saúde, apresentou projeto de alteração do sistema de informações do DataSus, cujos dados serão coletados automaticamente e atualizados em tempo real.

Comentários
Compartilhe em suas redes sociais...